Português (pt-PT)
botao_donativos facebook_32
Ínicio Organização Histórico


IRS 2013


exposicao

palavrasatos

historias_com_direitos

Histórico
1983

- Fundação do IAC: Objectivo principal: contribuir para o desenvolvimento integral da Criança, na defesa e promoção dos seus direitos, procurando em cada momento ser a voz que chama a atenção, pressiona, actua, realiza acções que ajudem a que mais crianças vivam com alegria o tempo de ser Criança. A grande prioridade do IAC foi sempre as crianças em risco, abandonadas, maltratadas, desaparecidas e exploradas sexualmente.

- Criado o sector Actividade Lúdica – caracterização das ludotecas e espaços lúdicos.

1984

- Organização do Seminário sobre "A Criança em Portugal: Que Direitos?" realizado na Fundação Gulbenkian em colaboração com o Centro de Estudos Judiciários e a Sociedade de Pediatria Social. Foi a primeira vez em Portugal que, de forma pluridisciplinar e pública, se quebrou o tabu da violência contra a criança, dado que nem a própria comunicação social estava desperta para esta temática.

1987

- Organização do Encontro “A Droga Hoje em Portugal – Que Respostas?” em colaboração com a Associação Prevenção de Consumos Tóxicos e Centro de Estudos e Profilaxia da Droga.

1988

- O lançamento da publicação trimestral “Boletim do IAC” ocorreu em Janeiro de 1988. Objectivo apoiar o difundir o trabalho de todos os que se preocupam com a procura de novas respostas aos problemas das crianças em Portugal. Ilustra a intervenção do IAC a diferentes níveis: saúde, social, educação, etc.

- Criação da linha telefónica destinada a dar voz à Criança - O SOS-Criança. Questionada por alguns na época, é hoje considerada um serviço de utilidade pública tendo acompanhado cerca de 60 mil crianças desde a sua criação.

- Organização do Encontro “Trabalho com Amas e Creches Familiares” em colaboração com a Rede Europeia de Acolhimento de Crianças

1989

O IAC iniciou o trabalho sobre a problemática das Crianças de Rua, criando um projecto pioneiro na Comunidade Europeia e recebendo louvores pela metodologia e iniciativa para com aqueles que viviam não trancados em casa, mas trancados na rua.

1990

Lançamento da primeira edição do Guia dos Direitos da Criança.

1991

- Organização do Encontro Internacional sobre “Crianças de Rua - Modelos de Intervenção”.

- Pela necessidade de informação especializada sobre a criança nas suas diferentes vertentes foi criado o Centro de Documentação para a Infância (CDI). Foi, relativamente à Criança, o primeiro acervo multidisciplinar. Actualmente é designado por Centro de Estudos, Documentação e Informação sobre a Criança (CEDI).

1992

- Lançamento do livro Jogos e Brinquedos Tradicionais – Autores: João Amado e Manuela Hasse.

- Organização do Encontro “Brincar, Como e Porquê…”

1993

- Lançamento da Folha Informativa produzida pelo sector Projecto Rua – Em Família para Crescer. Objectivo: partilhar e transferir para os parceiros nacionais e internacionais, bem como para a sociedade em geral, metodologias de intervenção. Dá informação sobre as diversas actividades do sector, bem como sobre o grupo-alvo.

- Lançamento do livro Reprodução Assistida: as Técnicas, a Ética e a Lei – Autor: José Manuel Ramos de Almeida.

- Organização do Seminário Internacional “A Criança Portuguesa no Limiar do Novo Século”.

1994

- É criado o sector Serviço Jurídico.

- Aumento do trabalho de formação e sensibilização na área dos Direitos da Criança junto de parceiros governamentais (nomeadamente Polícia Judiciária, outras Forças de Segurança e Instituto de Reinserção Social) e não governamentais, Sindicatos de Professores, Escolas (EB 2,3; Profissionais), Universidades e Institutos de Ensino Superior. Na área dos Direitos da Criança junto de Instituições Governamentais e Não–Governamentais e com a participação activa de técnicos do IAC em várias Comissões de Protecção de Crianças e Jovens.

1996

- Organização do Encontro “A Criança e os Serviços de Saúde – Humanizar o Atendimento”.

1997

- É criado o sector Humanização dos Serviços de Acolhimento à Criança.

1998

- Organização do Encontro “Ser Criança… Crescer na Cidade”.

1999

- Publicação do Guia dos Direitos da Criança – 2ª edição.

2000

De entre as várias acções coordenadas em parcerias interdisciplinares destacamos a participação do IAC em vários encontros nacionais e internacionais a convite da Interpol, tais como a Conferência ACCESS, uma Acção Coordenada contra a Exploração Sexual de Crianças, realizada em Birmingham sob o patrocínio do Programa STOP da Comunidade Europeia. Data: Maio.

2001

- Participação na 17ª Reunião do Grupo Especializado da Interpol sobre Criminalidade Contra Menores, em Palma de Maiorca. Data: Abril.

- Participação no Grupo de trabalho promovido pela ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações) no âmbito do Plano de Acção para uma Internet mais segura, cujas acções incidem sobretudo na dinamização de uma linha telefónica para recepção de denúncias e num Centro de Sensibilização que procura promover a segurança e a reflexão sobre o problema.

- Início do Estudo “Análise das Condições de Vida das Crianças”, na cidade de Lisboa – parceria entre o Instituto de Apoio à Criança (IAC) e o Instituto de Economia e Gestão (ISEG).

- Com vista ao combate às situações de desaparecimento, rapto e abuso sexual de menores, o IAC foi convidado a integrar a Federação Europeia para as Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente (European Federation for Missing and Sexually Exploited Children). Esta Federação foi oficialmente apresentada em 4 de Maio de 2001, no Parlamento Europeu, pelos Comissários António Vitorino e Nicole Fontaine e reúne 19 Organizações Não-Governamentais (ONG) representando 15 países europeus. O IAC é a única organização portuguesa membro desta Federação.

- Parceria privilegiada com a Child Focus (European Centre for Missing and Sexually Exploited Children) com sede em Bruxelas. Esta Organização Não - Governamental foi criada no seguimento da movimentação da sociedade civil no caso das crianças belgas desaparecidas em 1998 e tem como propósito ajudar na procura de menores desaparecidos ou raptados, na Bélgica e no estrangeiro, bem como contribuir para o combate da exploração sexual de crianças e, particularmente, a pornografia infantil na Internet. Os contactos permitiram o intercâmbio duradouro entre várias entidades e deram origem a visitas bilaterais, reuniões de trabalho, prelecções, conduzindo à constituição de um grupo restrito de trabalho entre o IAC e a Polícia Judiciária.

2002

- O IAC participa na criação do Directório Internacional de Organizações a trabalhar na área do desaparecimento e exploração sexual de crianças/jovens liderado pela organização belga Child e financiada pelo Programa DAPHNE 2000-2003. Este projecto que reuniu 19 países (15 da União Europeia e quatro países candidatos: Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Holanda, Irlanda, Reino Unido, Itália, Luxemburgo, Portugal, Espanha, Suécia, República Checa, Polónia, Roménia e Hungria) teve por objectivos: identificar e recolher informações das Organizações Não-Governamentais que, em cada país, providenciavam acções de prevenção, informação e apoio à vítima.

2003

- A metodologia de trabalho do IAC no âmbito da constituição do directório português e recolha de dados relativos à situação nacional na área do desaparecimento e exploração sexual de Crianças é considerada boa prática pela equipa da Child Focus e dada como exemplo aos restantes 18 países participantes.

- Organização da Conferência Europeia “Desaparecimento e Exploração Sexual de Crianças“ que teve lugar no novo auditório da Assembleia da República. Dada a importância do evento, dos trabalhos apresentados e a qualidade das intervenções, surgiu a necessidade da sua divulgação a um público mais vasto através da elaboração dum livro e de um CD.

2004

- O trabalho do IAC é seguido de perto tanto a nível nacional como internacional, sendo prova disto o relatório do Departamento de Estado dos EUA disponibilizado então na Internet, e o interesse manifestado na reunião anual do International Center for Missing and Exploited Children (ICMEC) em Washington. Data: Abril.

- Assinatura dum protocolo de cooperação entre o IAC e o Ministério da Administração Interna. No âmbito deste e para além de 15 outras medidas de grande importância, o IAC promove a criação dum número verde de fácil acesso, destinado a ser utilizado relativamente a Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente. Data: 24 de Maio.

- Início do Estudo “Análise dos Níveis de Bem-Estar das Crianças”, concelhos da Grande Lisboa (Amadora, Cascais, Lisboa, Loures, Oeiras, Odivelas e Sintra) – numa parceria entre o Instituto de Apoio à Criança (IAC), Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) e a Faculdade de Motricidade Humana (FMH) - escolas da Universidade Técnica de Lisboa -, e a Direcção Regional de Educação de Lisboa (DREL).

- O IAC assinala pela primeira vez em Portugal o dia 25 de Maio, Dia Internacional das Crianças Desaparecidas. O propósito da data é não só encorajar a população a reflectir sobre todas as crianças que foram dadas como desaparecidas na Europa e no Mundo, e espalhar uma mensagem de esperança e solidariedade a nível internacional para com os pais e famílias que vivem este problema, mas também levar as autoridades a reflectir na prevenção, nas estratégias a implementar em colaboração com as entidades responsáveis pela Educação, pela Justiça e pela Segurança.

- Organização da Conferência “Desaparecimento e Exploração Sexual de Crianças“ no novo auditório da Assembleia da República.

- O IAC cria a linha telefónica 1410 - SOS-Crianças Desaparecidas.

- Lançamento do livro e do CD “Desaparecimento e Exploração Sexual de Crianças – Situação em Portugal”. Estas publicações são como um arranque para uma mais forte sensibilização para o problema das crianças desaparecidas e exploradas sexualmente.

- A partir de Setembro o Núcleo de Coimbra do IAC começa a denominar-se IAC Fórum Construir Juntos com o objectivo de promover, apoiar e divulgar o trabalho de todos aqueles que se preocupam com a procura de novas respostas para os problemas da Infância e dinamizar espaços de diálogo inter-institucionais de forma a sensibilizar par a problemática das crianças desaparecidas e/ou exploradas sexualmente, através da revitalização da Rede Construir Juntos.

2005

- Em Janeiro foi dado continuidade ao levantamento nacional das instituições da área da infância e juventude, para localmente e em parceria com o IAC darem resposta (social, psicológica…) aos familiares das crianças que se encontram desaparecidas.

- Encontro da Rede Construir Juntos em Moimenta da Beira, em parceria com a Arte Nave Atelier, com o objectivo de sensibilizar para a problemática do Desaparecimento e/ou Exploração Sexual de Crianças e de promover a revitalização da Rede Construir Juntos. Data: 28 de Outubro.

2006

- Organização do Encontro da Rede Construir Juntos em Recardães, Aveiro, em parceria com o Centro Social e Paroquial de Recardães com os objectivos de sensibilizar para a problemática do Desaparecimento e/ou Exploração Sexual de Crianças e de promover a revitalização da Rede Construir Juntos.

- Organização do Encontro “A Criança, o Direito, a Utopia.

- Lançamento do livro “Acolhimento e Estadia da Criança e do Jovem no Hospital” produzido pelo sector Humanização.

- Encontro da Rede Construir Juntos em Leiria em parceria com a Escola Superior de Educação, com os objectivos de apresentar, revitalizar e alargar a Rede Construir Juntos; Promover uma maior mobilização da sociedade civil e sensibilizar para a problemática do Desaparecimento e/ou Exploração Sexual de Crianças. Data: 21 de Junho.

2007

Encontro da Rede Construir Juntos no Fundão, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia e o Serviço Local de Acção Social, com os objectivos de apresentar, revitalizar e alargar a Rede Construir Juntos; Promover uma maior mobilização da sociedade civil e sensibilizar para a problemática do Desaparecimento e/ou Exploração Sexual de Crianças. Data: 9 de Fevereiro.

- Organização do 1º Seminário “Infância, Cidadania e Jornalismo” (em colaboração com o Centro de Investigação Media e Jornalismo e a Comissão Nacional de Protecção das Crianças e Jovens em Risco.

- Lançamento do CD “Pornografia infantil: Exame da Legislação - tipo à Escala Mundial-2006”.

- Participação com todos os conteúdos portugueses do CD “Sharing Approaches to Violence/Regards Croisés sur la Violence”, editado em Bruxelas por European Social Action Network.

- Organização do Encontro na Gulbenkian “Pela defesa dos direitos da criança – novas realidades, novos interesses, novos desafios”.

- Homenagem neste encontro a Matilde Rosa Araújo – escritora para a Infância, sócia-fundadora do IAC e Directora do Boletim do IAC.

- Assinatura de Protocolo entre o IAC e a Associação Crianças Desfavorecidas – Cooperação com Cabo Verde – no âmbito da luta contra o trabalho infantil, da protecção e integração das Crianças de e na rua. Data: Maio.

2008

- O IAC comemora os 25 Anos da sua fundação.

- O IAC publica em suporte papel: em língua portuguesa: “25 ANOS” e “Superior Interesse da Criança na perspectiva do respeito pelos seus direitos”. Em inglês “A Path of Utopia – Creating Reality – 25 Years”. Em francês “Vers une Utopie – Construisant une Réalité – 25 Ans”;

- O IAC publica em suporte electrónico (CD): “Aspectos Psicopedagógicos da Actividade Lúdica”, “Convenção sobre os Direitos da Criança”, “A Criança e os Maus-Tratos”, “Linhas de Ajuda e Outras Práticas de Intervenção no Âmbito da Criança”; “Pornografia Infantil: Legislação Modelo e Análise Global”.

- O IAC entrega na Assembleia da República, para discussão parlamentar, um livrito publicado pelo IAC e intitulado “O Superior Interesse da Criança...”.

- III Prémio Rei de Espanha de Direitos Humanos – O Provedor de Justiça decidiu nomear o Instituto de Apoio à Criança para se candidatar ao Prémio de Direitos Humanos instituído pela Universidade de Alcalá (Madrid) e pelo Defensor del Pueblo de Espanha (órgão homólogo ao Provedor de Justiça) com o alto patrocínio de S.M. o Rei de Espanha, D. Juan Carlos I.

- Organização da III Conferência Europeia de Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente – dedicado ao tema Segurança na Internet.

- O IAC foi agraciado com a atribuição da Ordem de Mérito por Sua Ex. o Sr. Presidente da República, pelo reconhecimento público do seu mérito, ao comemorar os seus 25 anos.

- Publicação da separata do Boletim do IAC n.º 88 dedicada à figura de João dos Santos, Sócio Fundador e grande inspirado do IAC – Humanista e Pioneiro na Defesa dos Direitos da Criança. Data: Junho.

- Organização da IV Conferência Mundial Violência na escola e políticas públicas. Violência na escola, violência em contexto? Local: Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa. Datas: 23, 24 e 25 de Junho.

- É criado o Número Único Europeu 116 111 para comunicação de crianças – numa parceria entre o Ministério da Administração Interna e o IAC.

- É editada a separata do Boletim do IAC n.º 90 assinalando os 20 anos da criação do sector SOS- Criança.

- É editada a brochura “Instituto de Apoio à Criança - 25 anos”.

- Organização do Fórum Europeu sobre Crianças de Rua – As crianças de rua como um desafio às políticas sociais e à renovada Estratégia de Lisboa: o papel da sociedade civil como catalisador do processo de inclusão social das crianças em geral e das crianças de rua em particular. Em colaboração com a Federação Europeia das Crianças de Rua – Novo Auditório da Assembleia da República.

- Criação do INFOCEDI – Editado pelo Centro de Estudos, Documentação e Informação sobre a Criança (CEDI) Periódico digital temático. Data: Novembro.

2009

- Criação do site do SOS-Criança Desaparecida.

- Em Portugal o IAC assinalou o lançamento oficial do número 116 000, com uma conferência de Imprensa, na sala 2 da Gulbenkian. O referido número passa a ser utilizado em 10 países europeus, tornando assim mais fácil: para os pais de crianças desaparecidas, apresentar uma denúncia; para o público, prestar informações sobre uma criança desaparecida e a uma Criança desaparecida, pedir auxílio – 116 000 passou a ser o número europeu para Crianças desaparecidas.

- O IAC tornou pública a 3ª edição do “Guia dos Direitos da Criança”, numa sessão que teve lugar no Novo Auditório da Assembleia da República. A sua apresentação foi feita pela Presidente do IAC Manuela Ramalho Eanes. Data: 7 de Julho.

- Lançamento do livro “Guia Metodológico – “Interromper Percursos Marginais” que apresenta a metodologia específica de intervenção utilizada pelo Projecto Educar e Formar para Inserir.

- O Projecto Rua completou 20 anos da sua existência.

- Criação do blogue do IAC “Crianças a Torto e a Direitos” - dinamizado a partir do Centro de Estudos, Documentação e Informação sobre a Criança (CEDI). Data: Dezembro.

2010

- O IAC aumenta a presença nas redes sociais entrando no Facebook, podendo assim melhor interagir com outras instituições e pessoas. Data: Janeiro.

 - Produção e Divulgação do InfoCEDI – A Criança e a Violência nos Videojogos. Data: Janeiro.

 - A avaliação anual do Projecto Rua decorreu no auditório da Fundação D. Pedro V (Lisboa). Mês: Fevereiro.

 - Produção e Divulgação do InfoCEDI – Educação Sexual dos Jovens. Data: Fevereiro. 

- Criação de uma “horta florida” no âmbito da acção “Aprender na Rua”, no bairro da Arroja (Odivelas). Após fazerem a limpeza da terra, as crianças plantaram girassóis, roseiras, cactos, coentros, salsa, etc. Mês: Março. 

- Produção e Divulgação do InfoCEDI – Bullying nas escolas. Data: Março. 

- 19ª Acção de Formação para Animadores subordinada ao tema “Em Família para Crescer – Práticas relevantes para a mudança de estratégias. Sector: IAC/Projecto Rua. Mês: Março. 

- Elaboração de 10 Cartazes sobre os Direitos da Criança em parceria com os alunos do CEF de Design Gráfico e Multimédia do Agrupamento de Escolas Mestre Domingos Saraiva. Data: Abril.

- 23 participantes do Projecto “Solidariedade à Solta” foram a Albufeira (Algarve) para visitas (ex: Refúgio Aboim Ascensão) e também para que percebessem o que de concreto se faz para garantir uma vida digna às crianças. Mês: Abril. 

- Produção e Divulgação do InfoCEDI – Crianças com Perturbações do Autismo e Síndrome de Asperger. Data: Abril.

- Acção de Formação “As Crianças e a Gestão do Dinheiro” em Lisboa. Data: Abril.- Sessão orientada pelo sector IAC/Actividade Lúdica subordinada ao tema “Brincar: Como e Porquê?” para a Associação de Pais da Escola Básica JI nº1 de Santa Maria dos Olivais. Data: Abril. 

- IV Conferência Europeia sobre Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente subordinada ao tema “As novas tecnologias aplicadas à busca e recuperação de Crianças Desaparecidas”. Data: Maio.

- Lançamento da 3ª Edição do “Guia dos Direitos da Criança” – Aula Magna da Faculdade de Medicina do Porto. Data: Maio.

- Técnicos do IAC/Projecto Rua promovem um workshop sobre interculturalidade no âmbito de um intercâmbio intercultural, promovido pela ACV – Associação Cidadania Activa, associação parceira do IAC no Bairro 6 de Maio (Amadora). Participantes: Portugal, Reino Unido, Itália, Roménia e Lituânia. Mês: Maio.

- Produção e Divulgação do InfoCEDI – Participação da Criança. Data: Maio. 

- IV Conferência Europeia sobre Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente – As novas tecnologias aplicadas à busca e recuperação de Crianças Desaparecidas – Novo Auditório da Assembleia da República. Data: Maio.

- Exposição sobre o IAC apresentada nas Montras do Ministério da Educação na Av. 5 de Outubro (Lisboa). Data: Junho.

- Comemoração do Dia Internacional da Criança numa emissão especial da Antena 1 gravada nas instalações do IAC/Projecto Rua. Participaram para além de alguns técnicos e do juiz conselheiro Armando Leandro (co-fundador do IAC), quatro jovens que puderam exprimir as suas ideias, opiniões, pensamentos e ter voz activa. Data: Junho.

- Comemoração do Dia Internacional da Criança com os mais pequeninos da comunidade da Quinta da Serra, através de uma sessão especial da acção “Aprender na Rua” em que foram dinamizados diversos jogos e oficinas pelo IAC/Projecto Rua. Data: Junho.

- Projecto “De Viva Voz pela Inclusão” - Workshop Regional da Rede Construir Juntos (rede de âmbito nacional, criada em 1997 e actualmente dinamizada pelo IAC, composta por IPSS com responsabilidade em matéria de infância e juventude, congregadas em pólos regionais). Título do workshop: “Os Direitos trocados por miúdos”. Data: Junho.

- Produção e Divulgação do InfoCEDI – A Criança e o Futebol. Data: Junho.

- Intercâmbio final do projecto “Solidariedade à Solta” no Parque das Conchas, onde estiveram 33 crianças provenientes das comunidades que durante um ano participaram neste projecto. Durante 12 meses realizaram-se muitos intercâmbios com momentos de partilha, aprendizagem e convívio. Sector: IAC/Projecto Rua. Data: Julho.

- Workshop “Reutilizar para Jogar” com o objectivo, entre outros, de potencializar o recurso aos materiais de desperdício, valorizando a concepção, a construção e a classificação de brinquedos e jogos. Sector: Actividade Lúdica. Data: Julho.

- Inauguração da Exposição “Crianças no Mundo – Com Direitos” – Museu Nacional do Teatro – Lisboa. Data: Setembro.

- Produção e Divulgação do InfoCEDI – Bibliotecas Escolares. Data: Setembro.

- Acções de Formação “Gestão do Dinheiro” para os jovens da “Acção Educar e Formar para Inserir” (IAC/Projecto Rua). Data: Setembro.

- Formação Pedagógica Inicial de Formadores (CAP) organizada em parceria com o IEFP. Datas: Setembro-Novembro.

- Projecto “De Viva Voz pela Inclusão” - Encontro Nacional de Crianças e Jovens “Partilhar Olhares – Perspectivar Soluções, no auditório da Fundação D. Pedro V. Objectivos: Partilha de experiências locais e elaboração de uma Carta de Recomendações, contando com a presença de representantes dos vários workshops regionais. Data: Outubro.

- Produção e Divulgação do InfoCEDI – Promoção e Animação da Leitura. Data Outubro.

- Acção de Formação “Os Direitos de Menores” em Coimbra. Data: Outubro.

- Acção de Formação “As Crianças e a Gestão do Dinheiro” em Lisboa. Data: Outubro.

- Tertúlia para os formandos do CAP (Acção de Formação Pedagógica Inicial de Formadores) sobre projectos que contribuem para minorar situações de pobreza e exclusão social com a presença de Filipe Santos (Projecto Alkantara), Bruno Neto (Campanha Pobreza Zero-OIKOS) e Ana Isabel Carichas (Projecto Rua/Rede Construir Juntos). Data Outubro.

- Seminário Novos Olhares para Grandes Desafios (Projecto “Viva Voz pela Inclusão”) enquadrado no Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social – 2010 - Fundação Calouste Gulbenkian. Data: Novembro.

- Produção e Divulgação do InfoCEDI – Educação Multi e Intercultural. Data: Novembro.

- Acção de Formação “As Crianças e a Gestão do Dinheiro” em Coimbra. Data: Novembro.

- Lançamento do Audiolivro “Histórias com Direitos” – Salão Nobre da ADFA – Lisboa. Data: Novembro.

- Acção de Formação “A Comunicação Efectiva”. Data: Novembro.